Os Custos Das Doenças Crônicas Para as Empresas

Prezar pelo bem estar dos funcionários é uma das preocupações das empresas brasileiras que sabem que seu maior patrimônio são seus colaboradores.

Uma doença crônica é algo que pode atingir qualquer pessoa a qualquer momento. Existem as doenças crônicas transmissíveis, como a AIDS, e também as não transmissíveis, como as doenças respiratórias, diabetes, obesidade, doenças cardiovasculares e o câncer.

Sendo a principal causa de mortes ao redor do planeta, as doenças cardiovasculares são também as mais comuns em trabalhadores. Este tipo de doença crônica não transmissível pode ser adquirida através da ingestão de cigarros e bebidas alcoólicas, falta de atividades físicas, derrames e diabetes tipo 2 sem dieta especializada.

As doenças crônicas têm diminuído a expectativa de vida do ser humano, graças a obesidade e o tabagismo, mostrando o poder destrutivo destas doenças. O Acidente Vascular Cerebral, popularmente conhecido como AVC, é a causa de boa parte dos custos de saúde ao redor do planeta, sendo outra doença crônica que deve ser cuidada e evitada.

Sendo doenças crônicas transmissíveis, o HIV/AIDS, a malária e a tuberculose também estão na lista das doenças que podem prejudicar radicalmente seu portador.

Fatores genéticos, metabólicos, comportamentais e ambientais estão envolvidos no aparecimento das doenças crônicas não transmissíveis, portanto este é um assunto de saúde pública considerado urgente e de responsabilidade direta da sociedade, governos e empresas.

Os custos das doenças crônicas para as empresas

As doenças crônicas e as empresas

Para cumprir seu papel na sociedade como entidades mantenedoras da saúde e evitar as doenças crônicas transmissíveis e não transmissíveis, as empresas podem adotar diversos tipos de ações para conscientizar seus funcionários.

Além de mudar radicalmente a vida do paciente trabalhador que é afetado, este tipo de doença pode ser totalmente prejudicial para a empresa e para o ambiente trabalhista como um todo. Se o empregado adquiriu uma doença respiratória através de gases ou outros fatores nocivos do ambiente de trabalho, por exemplo, além de ser afastado, ele pode influenciar outros funcionários a se demitirem e prejudicar o desempenho da equipe, além de também terem a possibilidade de adquirir a doença.

Veja Também: Conceito de Saúde nos Dias Atuais

Educação sobre doenças crônicas

É necessário que o empregador adapte seu ambiente de trabalho a fim de evitar as doenças crônicas em sua equipe. Medidas educativas e de transformação podem ser tomadas, como palestras, aulas e cursos sobre o tema, que façam os funcionários pensarem a partir do ponto de vista da saúde dos colegas e seu próprio bem-estar.

A Conceito Zen tem em seu portfólio uma palestra sobre saúde onde de forma muito descontraída conseguimos levar orientação e conscientização aos trabalhadores com assuntos atualizados e de interesse público.

Como a genética é um dos fatores que podem levar ao aparecimento de uma doença crônica não transmissível, este deve ser um tópico amplamente abordado para os empregados. Eles devem estar cientes que, caso haja outros pacientes com determinada doença em sua família, precisam procurar auxílio médico urgente.

Para as doenças transmissíveis, tópicos como prevenção e proteção sexual devem ser abordados, além de cuidados com a saúde pessoal em ambientes com muitas pessoas.

Fatores alimentares também podem influenciar, principalmente na obesidade e na diabetes. É de responsabilidade da empresa oferecer um cardápio variado e saudável para seus funcionários, caso disponibilize algum tipo de alimentação trabalhista.

Veja Também: Relação da Alimentação Saudável e o Desempenho Profissional

Por fim, influenciar na prática de atividades físicas por parte dos empregados também é ideal para manter as doenças crônicas longe de sua empresa e ambiente de trabalho. Com estas dicas, você estará cuidando da saúde de seus trabalhadores e impedindo que sua empresa sofra baixas de desempenho.

Os custos das doenças crônicas

Quando possível, as doenças crônicas devem ser evitadas através de um ambiente planejado. Cabe as empresas identificarem possíveis causadores e ainda incentivar a conscientização por parte dos funcionários. Como alguns fatores genéticos não pode ser contornados, o caminho da diminuição de ocorrências deve focar em problemas do cotidiano que podem desencadear doenças crônicas.

Com medidas pontuais de prevenção e conscientização, a empresa pode ter uma economia expressiva no que diz respeito aos auxílios de seus funcionários. Além disso, o número de faltas é minimizado, tendo em vista que menos funcionários precisarão solicitar atestados.

Os Custos Das Doenças Crônicas Para as Empresas
5 (100%) 1 vote[s]
0
0
facebook

Autor

Rafael Lobo

Fundador e sócio-diretor na Conceito Zen, Bombeiro Civil com aperfeiçoamento em Segurança do Trabalho, Técnico em Massoterapia e vencedor do Prêmio Reconhecimento Senac, atua desde 2008 com palestras e atividades voltadas para SIPAT e Qualidade de Vida no Trabalho.

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado – Campos obrigatórios estão marcados com *