Diferença entre LER e DORT

Trabalhar com a devida postura e conhecimento pode te afastar das tão temidas LER e DORT.

Muita gente sabe que o excesso de trabalho e de esforço repetitivo podem ocasionar doenças laborais, tais como a LER e DORT. Entretanto, você sabe o que os dois termos significam? Não?

Sendo assim, não perca nenhum detalhe deste artigo e acompanhe a definição dessas duas siglas tão mencionadas e temidas no ambiente ocupacional.

O que significa a sigla LER?

A sigla significa Lesão por Esforço Repetitivo e, antigamente, era conhecida como “doença dos digitadores”. Mas, ela pode acometer qualquer tipo de trabalhador que realize qualquer tipo de atividade repetitiva demais, tais como costureiros e funcionários de linha de produção, dentre outros.

A LER abrange um seleto grupo de implicações que atinge principalmente os músculos e tendões, uma vez que provoca irritação e inflamação na região atingida.

Conheça, abaixo, algumas das principais causas da LER:

  • Postura inadequada por um longo período de tempo;
  • Repetição de movimentos;
  • Atividades esportivas que exijam grande esforço dos membros superiores;
  • Atividades de trabalho que exijam força excessiva com as mãos.

Em suma, o primeiro sintoma a LER é a dor, posteriormente, o trabalhador sente formigamento, dormência e, em casos mais extremos, insensibilidade da região afetada.

Funcionário com punho lesionado

O que significa a sigla DORT?

O DORT é a sigla para Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho. A mesma foi implementada pelo INSS em 1988, a partir da Ordem de Serviço, nº 606/98.

As lesões em tendões, articulações, nervos e músculos são considerados como DORT que, assim como a LER, são ocasionadas por meio de esforços repetitivos de trabalho, assim como excesso de peso carregado ou postura inadequada durante o expediente de trabalho.

O distúrbio costuma acometer pessoas de todas as idades e atinge diretamente os membros superiores, tais como ombros, braços, pescoço, e parte inferiores também, especialmente os joelhos.

Geralmente, o primeiro sintoma de DORT é caracterizado por dor na região afetada, seguida de inchaço, bem como formigamento, sensação de choques e dormência repentina.

Ela precisa ser tratada, pois a inflamação  pode se espalhar se espalhar, levando à diminuição da amplitude dos movimentos, seja com os braços, ombros ou pernas.

DORT apresenta quatro estágios. São eles:

  1. Dor difusa (não é possível identificar exatamente qual parte do corpo dói) e apenas durante os movimentos;
  2. Dor persistente, porém reversível com tratamento adequado e alteração das condições de trabalho;
  3. A doença se torna crônica e se converte em um processo degenerativo irreversível.
  4. A dor é constante, em locais definidos e se manifesta através de choques e pontadas; A dor se torna insuportável e chega a impedir tarefas simples. Há a formação de cistos e a perda da força física.

Qual a importância da prevenção dessas suas doenças?

Para o ambiente ocupacional, criar medidas de prevenção às doenças laborais é uma via de mão dupla, pois favorece tanto a empresa quanto, especialmente, o funcionário.

Atividades como Ginástica Laboral, por exemplo, auxiliam na diminuição da incidência desses dois problemas. Sendo assim, o empreendedor não vai sofrer com afastamentos de funcionários, enquanto os mesmos estarão saudáveis e aptos para o trabalho.

Palestra sobre Ergonomia também é importante

A Conceito Zen possui uma palestra sobre Ergonomia para empresas onde ajudamos os próprios funcionários identificarem as situações de risco e como eles podem realizar suas atividades sempre com a melhor postura para justamente evitar LER e DORT.

Esta palestra tem duração de aproximadamente 50 minutos e é realizada por profissional de Educação Física que executa a palestra com uma didática muito leve e descontraída fazendo com que os funcionários tenham interesse no assunto durante a abordagem e saiam da palestra com conhecimentos práticos para aplicar logo após a apresentação.

Para saber mais a respeito desta palestra de Ergonomia, recomendamos que você clique aqui para ser direcionado a página específica desta palestra.

A Conceito Zen atua no mercado corporativo desde 2010 e possui diversos programas voltados para a saúde, bem estar e qualidade de vida dos funcionários dos seus mais de 1600 clientes atendidos.

Autor

Rafael Lobo

Fundador e sócio-diretor na Conceito Zen, Bombeiro Civil com aperfeiçoamento em Segurança do Trabalho, Técnico em Massoterapia e vencedor do Prêmio Reconhecimento Senac, atua desde 2008 com palestras e atividades voltadas para SIPAT e Qualidade de Vida no Trabalho.

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado – Campos obrigatórios estão marcados com *