Principais Tipos de EPI e Suas Funções

O Equipamento de Proteção Individual é uma das principais garantias de um funcionário sair sem qualquer sequela de um acidente de trabalho se utilizado de maneira correta.

Criados e utilizados para oferecer proteção e segurança para o trabalhador, os equipamentos de proteção individual, normalmente chamados de EPIs, são itens fundamentais para manter e gerenciar a boa saúde do empregado. Eles fornecem proteção em caso de acidentes de trabalho e também segurança contra riscos menores, mas que ainda podem impactar fortemente na saúde física e mental de um trabalhador.

Existem diversos tipos de EPIs, onde cada equipamento varia de acordo com a função exercida pelo trabalhador, nível de risco a ser exposto e principalmente onde o item será utilizado, isto é, capacetes para a cabeça, luvas para as mãos, entre outros.

Mas para a boa utilização destes equipamentos de segurança, o empregador deve fornecer treinamento especializado para seus funcionários, garantindo maiores níveis de segurança no ambiente de trabalho e segurança e proteção individuais.

Fiscalizar as condições dos EPIs e se o uso é feito corretamente também é obrigação do empregador. Os trabalhadores devem sempre utilizar os equipamentos de segurança de forma correta e quando for necessário para sua função.

Os tipos de EPIs mais utilizados são quatro, e você pode conhecer cada um deles a seguir.

Principais tipos de epi e suas funções

1. Proteção das mãos e membros superiores

Já que o trabalhador possui as mãos como parte do corpo que está mais exposta a riscos e acidentes, os EPIs mais utilizados são os de proteção para mãos e membros superiores.

Luvas, mangas, braçadeiras e dedeiras são os melhores e mais utilizados exemplos de EPIs para os membros superiores. Outros tipos, como luvas isolantes de borracha, luvas de raspa, luvas de borracha nitrila, luvas de proteção em vaqueta e as luvas de PVC oferecem tipos de proteção diferentes para situações diferentes, cabendo ao empregador analisar quais riscos o local de trabalho oferece e disponibilizar estas proteções para seus empregados.

As luvas de proteção em vaqueta, por exemplo, são utilizadas para proteger as mãos e os punhos contra materiais abrasivos em minerações, carga e descarga de materiais elétricos e manutenção em geral.

Por outro lado, as luvas de proteção em PVC são muito utilizadas em diversos setores industriais e garantem proteção para a mão e para os punhos durante o manuseio de recipientes que contenham ácidos.

Leia Também: O que é EPC (Equipamento de Proteção Coletiva)

2. EPIs de membros inferiores

Outro tipo de EPI são as proteções para membros inferiores, pois algumas atividades trabalhistas podem envolver riscos para pernas e pés.

Para evitar acidentes e riscos nestas áreas, devem ser utilizados botinas de segurança, botas de couro com cano médio ou longo, botas de borracha ou perneiras de segurança.

Cada um destes equipamentos de segurança oferece um tipo de proteção diferente, como as botas de borracha, que oferecem proteção contra produtos químicos agressivos ou as perneiras de segurança, que impedem a ação de qualquer objeto cortante e também contra o ataque de animais peçonhentos.

Leia Também: Diferença Entre EPI e EPC

3. Protetores auditivos

O terceiro tipo de equipamento de proteção individual mais importante são os protetores auditivos. Eles são conhecidos popularmente pelos trabalhadores como abafadores de ruídos, e tem a função de proteger a audição dos empregados contra ruídos altos que possam ser vivenciados no local de trabalho.

Existem dois modelos, que são os protetores auriculares tipo concha e tipo plug. Cada um deles possui uma classificação de segurança de acordo com o nível de ruídos abafados, variando entre 15 e 21 decibéis a menos.

O protetor plug é semelhante a fones de ouvido, onde o trabalhador insere o equipamento de segurança dentro do ouvido, enquanto o protetor concha é como um headset utilizado na computação.

4. Protetores respiratórios

Por fim, o quarto tipo mais importante de EPI são os protetores respiratórios. Filtros de ar, respiradores e máscaras fazem parte desta categoria. Eles garantem com que o trabalhador tenha suas vias respiratórias protegidas do ambiente que pode estar contaminado com gases nocivos, tanto gerados por agentes químicos quanto de origem atmosférica.

Poeira, gases, névoas e outros tipos de vapores irritantes, tóxicas ou alérgicas podem ser evitados com os protetores respiratórios.

Use sempre o EPI

O EPI é considerado como o anjo da guarda do funcionário. Mesmo que você tenha o devido comportamento seguro saiba que ainda assim há o risco de algum acidente acontecer. Portanto, utilizar o EPI da maneira correta é o que pode garantir sua segurança.

Empregadores além de distribuírem gratuitamente o EPI devem também fornecer a devida conscientização e orientação sobre como os funcionários devem utilizar esses tipos de EPI da forma correta.

Autor

Rafael Lobo

Fundador e sócio-diretor na Conceito Zen, Bombeiro Civil com aperfeiçoamento em Segurança do Trabalho, Técnico em Massoterapia e vencedor do Prêmio Reconhecimento Senac, atua desde 2008 com palestras e atividades voltadas para SIPAT e Qualidade de Vida no Trabalho.

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado – Campos obrigatórios estão marcados com *

Principais Tipos de EPI e Suas Funções - Conceito Zen