Alternativas Para Reduzir os Acidentes na Empresa

Reduzir os acidentes na empresa deve ser o objetivo em comum de empregadores e empregados.

Infelizmente, os acidentes são uma realidade presente nas empresas. Os números de afastamento e acidentes que vemos todos os anos deixa isso bem claro. Reduzir os acidentes na empresa precisa ser o objetivo tanto de empregadores quanto de seus subordinados.

Por exemplo, no ranking mundial de acidentes o nosso país, Brasil, ocupa a quarta posição. Ficamos atrás apenas de China, Indonésia e Índia que não são nenhuma referência nos cuidados aos seus trabalhadores.

Ainda de acordo com a previdência oficial foram registrados  1,8 milhões de afastamentos por acidentes de trabalho só entre 2014 e 2018. O número de óbito também foi alto, foram mais de 6 mil. Ocorre uma morte em serviço a cada 3:40hs de trabalho.

Proporcionar orientação e conscientização é fundamental para melhorar a cultura de saúde e segurança no ambiente de trabalho.

Com isso, vemos que  estabelecer e fortalecer formas de reduzir os acidentes dentro das empresas é algo necessário e indiscutível.

Mas como isso poderia ser feito? Quais seriam essas formas? Fica mais um pouquinho com a gente que separamos para você as melhores formas de poder fazer isso.

EPIs para reduzir acidentes nas empresas

Principais causas de acidentes nas empresas

Mas antes de tudo, que tal relembrarmos os pontos principais de causas de acidentes? Eles são imprudência; imperícia e negligência.

A negligência é deixar de fazer alguma coisa, é uma falta de cuidado ou desleixo. A imprudência é fazer algo fora dos padrões mesmo quando você conhece os procedimentos. Já a imperícia é fazer algo sem habilidade, que não se domina e não tem conhecimentos necessários.

Daí é importante trabalhar em cima disso para prevenir os acidentes. Isso porque quando se age na raiz do problemas os resultados são sempre melhores. As dicas abaixo vão contribuir para reduzir os acidentes dentro da empresa.

1 – Treinamento de Segurança

O treinamento de segurança é uma forma de preparar o trabalhador para lidar com as atividades de sua rotina de trabalho com segurança e também ajudar para que ele saiba como contornar qualquer problema que tiver.

Vamos dar um exemplo para ficar mais claro. Por exemplo, o funcionário pode ser treinado sobre como manipular um extintor de incêndio. Sabemos que incêndios podem acontecer até mesmo em casa, não é verdade? Então, no local de trabalho não seria diferente. Daí, caso o trabalhador se deparasse com uma situação assim, com princípio de incêndio poderia manipular corretamente o extintor para conter o fogo.

Claro que não estamos dizendo que o trabalhador conterá um incêndio de grande proporção, afinal existem profissionais capacitados para isso. Porém, sua ajuda em um princípio seria de grande valor.

Os treinamentos de segurança, não só relacionado ao exemplo que falamos acima, mas de uma forma geral, podem ser realizados por profissionais da própria empresa, como técnicos em segurança do trabalho, engenheiro de segurança, etc, ou em instituições de treinamento onde tais métodos são ensinados.

E esse treinamento é importante para qualquer funcionário. O treinamento de segurança  é necessário, mesmo para funcionários experientes, quando novos equipamentos ou máquinas são introduzidos ou até mesmo para relembrar alguns protocolos de segurança que os trabalhadores precisam seguir.

Afinal, pode ocorrer de um funcionário que tenha muito tempo realizando uma atividade simplesmente acabe se  desleixando e comece a se preocupar cada vez menos com a segurança, daí a chance de ter acidentes é muito grande.

2 – Envolvendo Funcionários na Segurança

Nenhuma estratégia de segurança pode ser bem-sucedida a menos que os funcionários participem dela de boa vontade.

Então, com isso queremos dizer que podem ser adotadas várias medidas de segurança, mas para ter êxito é preciso envolver os funcionários, garantir a participação dos colaboradores.

Como isso pode ser feito? Pode- se deixar claro para os colaboradores os benefícios que eles podem ter por adotar aquela medida de segurança, além de informar sua importância.

Eles precisam participar, entender completamente tudo que está envolvido e os riscos de não fazer.

Desde 2010 a Conceito Zen é uma empresa especializada em atividades interativas e em nossa palestra de segurança no trabalho fazemos questão de mostrar como o funcionário deve ser o principal interessado em um ambiente mais saudável e seguro, respeitando sempre os protocolos, procedimentos e normas já estabelecidos pela empresa.

3 – Campanhas internas de segurança

As campanhas de segurança visam principalmente gerar e manter a consciência de segurança de forma contínua, ou seja, algo que está sempre presente.

Frequentemente, essas campanhas são promovidas pela CIPA, Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, por meio de eventos como a SIPAT, Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho, por exemplo.

Mas vale destacar que não é preciso realizar essas campanhas somente durante a SIPAT, a conscientização de segurança pode ser inserida na rotina da empresa. Isso irá até mesmo contribuir para o sucesso.

Na maioria das campanhas de segurança, a ênfase está no desenvolvimento de um sistema de alerta. Se houver alguma situação de perigo, por exemplo, é importante que os colaboradores sejam alertados.

Vamos ver alguns exemplos de cartazes e slogans que podem ser usados nessas situações? Abaixo vemos esses exemplos.

NÃO FUMAR NESTA ÁREA

USE CAPACETES AO TRANSITAR NESTA ÁREA

USE ÓCULOS DE SEGURANÇA NAS ÁREAS DE SOLDAGEM

SEGURANÇA EM PRIMEIRO LUGAR E VELOCIDADE EM SEGUNDA

Exemplos desse tipo de cartazes podem ser distribuídos pelas instalações das empresas. Isso vai fazer com que os funcionários “respirem segurança” por assim dizer.

Podemos perceber exemplos disso no trânsito. Nas vias existem cartazes indicando limites de velocidade, curvas perigosas, etc., que tem o objetivo de contribuir substancialmente para a segurança no trânsito. E de fato, os níveis de acidentes seriam muito maior se não existisse essas informações importantes.

4 – Motivando o comportamento de segurança

A motivação para a segurança também pode ser aumentada de outras maneiras.

Uma dessas formas que podemos citar como exemplo é o costume  de homenagear os trabalhadores que têm um histórico de longa data sem acidentes. Pode-se criar um registro de acidentes os desvios e ver os funcionários que não tem nenhum registro. Então, criar algumas formas de recompensa ou homenagem por isso.

O resultado vai ser uma motivação para continuar a exercer a segurança no caso daqueles que já estavam fazendo e também de incentivar aquele funcionário, que talvez estivesse deixando um pouco a segurança de lado, a querer passar a adotá-la diariamente.

Campanhas assim tem o poder de transformar funcionários em verdadeiros líderes de segurança no ambiente de trabalho. Todos acabam sendo incentivados a ter um comportamento seguro no seu dia a dia.

Desafios para reduzir os acidentes na empresa

De fato, nem sempre será fácil adotar medidas de segurança dentro da empresa que sejam capazes de reduzir acidentes. No entanto, apesar de ser uma tarefa que necessita empenho é algo bastante recompensador. Ver os números de acidentes diminuindo a cada ano, ver que os funcionários trabalham com segurança e que o clima da empresa melhorou muito será o resultado e combustível que empresa, profissionais de segurança e funcionários precisam para tornar a segurança uma realidade presente diariamente no local de trabalho.

Autor

Rafael Lobo

Fundador e sócio-diretor na Conceito Zen, Bombeiro Civil com aperfeiçoamento em Segurança do Trabalho, Técnico em Massoterapia e vencedor do Prêmio Reconhecimento Senac, atua desde 2008 com palestras e atividades voltadas para SIPAT e Qualidade de Vida no Trabalho.

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado – Campos obrigatórios estão marcados com *

Veja Alternativas para Reduzir os Acidentes na Empresa