Por Que é Importante Reportar os Riscos de Acidentes?

Para que tenhamos um ambiente de trabalho seguro e livre de acidentes é fundamental reportar todos os riscos de acidentes que presenciamos no dia a dia.

As empresas devem estar cada vez mais atentas com a segurança de seus funcionários. É interessante desenvolver programas para que os riscos sejam diminuídos durante as funções executadas pelos colaboradores, a fim de evitar lesões e afastamentos do trabalho.

Neste artigo falaremos sobre a importância dos colabores serem estimulados a aumentar a percepção de riscos e reportarem os perigos que enfrentam diariamente em seu ambiente de trabalho.

O que é um quase acidente?

De acordo com o Conselho Nacional de Segurança, o quase acidente é uma ação imprevista, que não resultou em danos, físicos ou materiais, mas que havia capacidade para isso.  É seguindo precauções após um quase acidente que acidentes reais são evitados. Essa ação deve ser reportada e investigada corretamente.

Veja Também: O que é Ato Inseguro

As ocorrências registradas devem ser analisadas e corrigidas para que quando aconteçam de novo não machuquem ninguém. É interessante desenvolver um canal onde a empresa e empregados possam se comunicar sobre esse tipo de problema interno. Dinheiro investido em prevenção é dinheiro poupado com a recuperação de um trabalhador acamado.

Funcionário Acidentado

Comunicação é importante

Para deixar o ambiente de trabalho cada vez mais seguro, é fundamental coletar informações com quem atua no local. Os programas de segurança no trabalho devem proporcionar o diálogo. Realizando alguns treinamentos os funcionários passarão a reconhecerem situações de risco e poderão resolver essas questões, reduzindo assim o número de afastamentos por lesões.

Programa de quase acidentes

Desenvolva um ambiente onde os colaboradores sintam-se à vontade para falarem sobre suas experiências com quase acidentes. É importante que essa ação seja anônima, já que o objetivo não é encontrar culpados e sim soluções para determinados problemas. Os funcionários devem estar cientes de que essas informações são importantes também para eles.

Os empregados devem saber que nenhuma medida punitiva será aplicada. É interessante que reportar atividades perigosas se torne um hábito, repetido sempre que vier a acontecer. Os relatórios servirão para desenvolverem medidas reparatórias, e precisam ser utilizados. Os colaboradores devem ser informados sobre os resultados obtidos, assim se manterão prestativos.

Crie uma cultura

É preciso desenvolver uma cultura dentro da empresa para que os colaboradores reportem os riscos encontrados. Assim, os funcionários devem se tornarem mais proativos em relação as medidas de segurança. Com isso a empresa pode desenvolver ações para evitar que alguns riscos voltem a acontecer e possam prejudicar a saúde dos funcionários.

Veja Também: O que é OIT (Organização Internacional do Trabalho)

Melhorando os sistemas

Os resultados das investigações devem ser utilizados para a melhoria dos sistemas das empresas, reduzindo os riscos durante as atividades de trabalho. É importante que a empresa se empenhe em realizar melhoria contínua, mantendo assim os funcionários motivados e prestigiados. Para isso, a liderança deve indicar a quem os colaboradores devem comunicar os problemas enfrentados.

Treinamento para os funcionários

É interessante que os funcionários passem por capacitações, treinamentos, palestras e outras atividades que possam colaborar para a redução de incidentes durante a jornada de trabalho. As empresas devem lembrar que estão lidando com seres humanos, que podem ser imprevisíveis. Conhecimento, educação e comunicação são os três pilares contra problemas no trabalho. No Brasil as empresas não investem mais do que 2% dos lucros nesse tipo de programa, enquanto no exterior o número chega a 8%.

Por Que é Importante Reportar os Riscos de Acidentes?
5 (100%) 1 vote
0
0
facebook

Autor

Rafael Lobo

Fundador e sócio-diretor na Conceito Zen, Bombeiro Civil com aperfeiçoamento em Segurança do Trabalho, Técnico em Massoterapia e vencedor do Prêmio Reconhecimento Senac, atua desde 2008 com palestras e atividades voltadas para SIPAT e Qualidade de Vida no Trabalho.

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado – Campos obrigatórios estão marcados com *