O que é Dependência Tecnológica?

Quando nossa rotina começa a ser afetada pelo uso constante da tecnologia, o sinal de alerta deve ser respeitado.

Todos os dias vemos novas tecnologias surgindo que facilitam nossas rotinas. Mas, algumas pessoas acabam extrapolando o tempo considerado normal para usar essas ferramentas, e, essa nova dependência, está sendo comparada até com vício a drogas e álcool. Conheça melhor o que é a dependência tecnológica e fique atento se você não conhece alguém que possui os sintomas.

A dependência tecnológica é quando não é possível controlar a necessidade de utilizar smartphones, internet ou jogos, como um vício. Essa dependência causa prejuízo em vários aspectos da vida, além de sofrimento intenso.

O diagnóstico não é fácil, já que as tecnologias são inseridas no nosso cotidiano e nas atividades que realizamos, fazendo com que seja difícil de prever quando o uso está excessivo. Os estudos sobre o assunto ainda são escassos, faltando bases neurobiológicas.

Essa dependência é um fenômeno global e estima-se que 5% dos jovens que usam a internet sofram com ela.

O que é dependência tecnológica

Causas desta dependência

Como estamos acostumados a lidar com a tecnologia no dia a dia, às vezes, não é possível perceber o quanto ela está atrapalhando outras atividades. Por isso, uma dependência pode começar aos poucos e demorar a ser diagnosticada.

Além disso, pessoas com timidez excessiva ou alguns transtornos mentais, acabam preferindo o meio virtual para se relacionar, o que agrava também a ocorrência da doença.

Prejuízos

Em nossa palestra de dependência digital citamos muito sobre os problemas mais encontrados nos dependentes da tecnologia: baixo rendimento escolar ou ocupacional, isolamento social, conflitos familiares e até casos de depressão e aumento de ansiedade. Ainda, por ficar muito tempo dentro do meio digital, algumas pessoas acabam desenvolvendo obesidade.

Além disso, um dependente da tecnologia se assemelha com um depende de drogas, por isso, os problemas podem ser realmente graves.

Tem relação com outras doenças?

Na maioria das vezes, os dependentes tecnológicos possuem algum transtorno mental como hiperatividade, déficit de atenção, depressão, ansiedade social ou timidez excessiva.

A situação se torna preocupante quando o mundo digital se sobrepõe as atividades do cotidiano e experiências da vida, como preferir falar por mensagens do que pessoalmente (em excesso).

No trabalho

Quem utiliza a tecnologia para trabalhar, principalmente os smartphones, pode possuir mais chance de desenvolver a doença. Nessas horas, o acompanhamento do psiquiatra e psicólogo é essencial para conversar com você e descobrir a dosagem certa que deve ter contato.

Além disso, indivíduos que usam a tecnologia em excesso, podem se prejudicar gravemente por trocar os horários de trabalho para ficar inserido naquele meio.

Dicas para evitar a dependência digital

  • Tenha bom senso e fique atento as consequências físicas: privação do sono, dor na coluna, problemas de visão ou psicológicos.
  • Trabalhe para dosar o uso das tecnologias no cotidiano, e fique atento se não está prejudicando o trabalho ou estudos.
  • Não troque atividades ao ar-livre para ficar conectado e prefira o contato social ao virtual.

Por fim, pratique exercícios físicos e não se deixe abalar por publicações na internet.

Todos nós utilizamos tecnologias e temos que concordar que elas são praticamente impossíveis de serem evitadas hoje em dia. Mas, como tudo que é em excesso, vira um problema, com ela não poderia ser diferente. Divirta-se na internet, nos jogos e com seu smartphone, mas, se perceber que está deixando de lado outras atividades para se manter conectado, converse com sua família e procure ajuda profissional.

Autor

Iara Pereira

Psicóloga pós graduada em Gestão de Negócios com formação em Personal & Professional Coaching. Sócia-diretora da Conceito Zen, com mais de dez anos de experiência em Treinamentos e Recursos Humanos, atuou em grandes empresas como TNG, Grupo Mapfre Seguros, Bunge Alimentos e Saint-Gobain do Brasil.

Comentários

  1. Diana Ferreira :

    Perfeito, adorei o texto. Precisamos conscientizar a população sobre isso.

    • Rafael Lobo :

      Olá Diana.
      Obrigado pelo feedback.

      Abraços,
      Rafael

  2. Mateus dos Santos :

    Adorei. Achei perfeito e essencial.
    Estou preparando uma redação sobre o tema abordado aqui para meu professor. Fiquei maravilhado e, com muito gosto, usei uns trechos, e mencionei a autora.

  3. Rafael Lobo :

    Olá Mateus.
    Ficamos felizes em saber que gostou do conteúdo.

    Abraços,
    Rafael

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado – Campos obrigatórios estão marcados com *

O que é Dependência Tecnológica - Conceito Zen