Como Organizar as Finanças Pessoais?

Organizar as finanças pessoais é um passo fundamental para se alcançar o equilíbrio, melhorando diversos aspectos da sua vida.

Sem dúvidas, a organização tem grande impacto no dia a dia de todos e não seria diferente ao se tratar de finanças. Afinal, a ausência de tal organização pode resultar em dificuldades financeiras, como instabilidade e prejuízos, além de afetar também o lado emocional. No entanto, conforme será apresentado a seguir, com algumas ações simples, é possível ter mais estabilidade ao organizar suas finanças pessoais.

Para que as dicas tenham efeito positivo, pense que uma vida com boas condições de finanças pessoais exige uma série de fatores. Tente manter a disciplina nas diferentes práticas e proporcione uma organização linear e constante.

Como organizar as finanças pessoais

Como sempre abordo em minhas palestras sobre educação financeira, para ter uma boa organização, é necessário antes de tudo conhecer a sua situação, entender as limitações e principalmente identificar os problemas. Fazendo essa análise, é possível conseguir ótimos resultados imediatos e de longo prazo.

Como Organizar as Finanças Pessoais

Conheça sua situação financeira

Para ter uma maior consciência de ganhos e gastos, e assim possibilitar uma melhor organização financeira, é indispensável ter controle e conhecer a sua situação financeira. Se possível, estruture uma planilha ou anotações onde seus ganhos, despesas fixas, pagamentos e principais datas destes fatores estejam listadas.

Essa é uma forma aparentemente simples, porém, muito eficaz de estabelecer seu orçamento mensal e ter um planejamento financeiro baseado em dados reais, com objetivos definidos com um senso crítico maior. Saiba exatamente quanto ganha e quais são os principais descontos que acometem a sua vida financeira, como a taxa de mensalidade de cartões de crédito.

Prioridades bem definidas

Quais são suas prioridades? Entender o que você necessita e o que você quer, é fundamental, afinal, são situações muito distintas.

Elimine tudo o que não for realmente essencial, pois com disciplina, será possível definir de maneira eficaz suas prioridades e principalmente, respeitá-las. Desta forma você evita gastos com itens desnecessários, porém, é preciso lembrar que gastos eventuais são naturais e podem ocorrer, mas é preciso controlar ao máximo e se planejar até mesmo para esses fins.

Estabeleça suas metas

Faça uma lista de metas de curto, médio e longo prazo. Defina o dinheiro necessário para tais metas. Esse é um método que contribui com a separação de prioridades, além de reforçar a disciplina a ser estabelecida.

Muitas pessoas se importam com ganhar dinheiro, mas não com saber gastá-lo adequadamente, é neste contexto, que estabelecer e seguir metas, pode transformar sua vida financeira.

Limite suas dívidas

As dívidas, principalmente, o uso indevido do cartão de crédito, pode ser uma grande cilada para as pessoas que desejam se organizar financeiramente. Afinal, não adianta receber o dinheiro e direcioná-lo completamente para o pagamento de dívidas.

Neste cenário, taxas de juros e ofertas tentadoras, como os conhecidos “mimos” que muitas lojas e cartões oferecem, podem representar grande risco. Até mesmo as suas dívidas devem ser bem organizadas e planejadas, para que estabeleça apenas aquelas necessárias, afinal, não são todos os casos em que é possível pagar a vista.

Aprenda a investir

Essa é uma dica que pode ser seguida especialmente a partir do ponto em que sua vida financeira começa a apresentar uma melhor organização. Afinal, o que é melhor: guardar ou multiplicar o seu dinheiro?

Atualmente, existem diversas opções para quem deseja investir, seja um perfil mais conservador ou que queira arriscar mais, tais como tesouro direto, entre outras opções que podem render mais que a famosa poupança. No entanto, não se esqueça de se informar ao máximo para evitar possíveis prejuízos.

Falar sobre finanças é um assunto meio delicado, mas tem tamanha importância que muitas empresas já fornecem palestras para seus funcionários, pois identificaram que funcionários com vida financeira mais saudável rendem mais. Afinal, somente quem está passando ou já passou por um problema financeiro sabe o que quão problemático é trabalhar e se relacionar com outros.

Autor

Rafael Lobo

Fundador e sócio-diretor na Conceito Zen, possui formação em Coaching Financeiro pela PUC e possui longa experiência nos mercados de Renda Fixa e Renda Variável, atua desde 2008 como palestrante e diariamente fala sobre finanças pessoais no instagram @orafaellobo.

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado – Campos obrigatórios estão marcados com *

Como Organizar as Finanças Pessoais? - Conceito Zen