Como o Desequilíbrio Financeiro Afeta Sua Saúde

Entenda como ter o devido controle financeiro pode ajudar a melhorar sua saúde seja ela física e mental.

Você já passou por algum momento difícil em relação ao pagamento de contas? Já ficou com o nome “sujo na praça”? Se a resposta para essas duas questões forem positiva, certamente você sofreu na pele o que grande parte das famílias brasileiras estão sofrendo. Mas, será que o desequilíbrio financeiro pode afetar os aspectos da saúde?

Continue com a leitura deste artigo e acompanhe como a organizar as finanças pessoais não só é necessária para ter uma vida financeira saudável, mas também como ela pode te ajudar a ter uma saúde física e mental muito mais próspera.

Preocupações com dinheiro pode afetar a saúde?

Só quem já passou por complicações financeiras vai entender o quanto se preocupar com as dividas pode nos deixar cada vez mais apreensivos. Normalmente, as finanças é uma das partes mais importantes na vida de quem já passou dos 18 anos.

Neste sentido, é importante tomar cuidado com cartões de crédito, crediário, entre outros fatores que possam nos levar às dívidas. Sendo assim, se as finanças vão bem, nosso bem-estar tende a seguir o mesmo caminho. Em contrapartida, quando as contas vão mal…

Para que isso não aconteça, é importante que haja a mudança dos hábitos de consumo, tais como o uso de cartões, crédito e compras indiscriminadas.

Notas de dinheiro

Mudança de hábitos financeiros

O desequilíbrio financeiro pode gerar muitas dores de cabeça, inclusive quando a pessoa acaba de ficar desempregada. Atualmente, o país enfrenta uma crise que resultou na escassez das portas de emprego.

Assim sendo, é imprescindível mudar os hábitos financeiros. Ou seja, recusar aquela “super promoção” é ter sangue frio, auxiliando a manter as contas sempre em dia.

Brasileiros endividados

De acordo com a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), divulgada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), 24% das famílias brasileiras têm contas em atraso.

Ou seja, boa parte dos brasileiros já caiu na ladainha da super promoção e, dessa maneira, entrou no mundo das dívidas sem data para sair.

Além do mais, segundo dados da Serasa, cerca de 60 milhões de brasileiros encontra-se com o nome sujo, acumulando uma dívida de R$ 270 bilhões.

Por conta disso, os problemas de saúde podem agravar ainda mais a situação, exigindo a compra de remédios para tratar depressão, ansiedade, dentre outras implicações causadas pelo endividamento.

O ponto de partida do endividamento no país é, também, por parte cultural. Quando se trata de finanças, o povo brasileiro costuma não se preocupar com imprevistos e, assim, ficam completamente despreparados quando algo que está fora do padrão acontece.

Lembra-se daquela famosa música “Deixa a vida me levar, vida leva eu…”? Pois bem…

Como mudar a situação financeira

Mudar a forma e a postura de enxergar a moeda financeira é uma medida muito importante, porém complexa. Neste sentido, recomenda-se fazer reservas e mudar os hábitos de consumo.

Entretanto, é necessário pesquisar e buscar por técnicas e serviços inovadores. Em muitos casos, é preciso fazer transformações de estilo de vida, bem como abrir mão de artigos de luxo, evitar sair aos finais de semana, dentre outras coisas.

Antes de medidas drásticas é importante que a pessoa saiba exatamente para aonde está indo seu dinheiro e a partir daí determinar o que é prioridade em sua vida.

Seguindo por este caminho, além de assegurar a saúde financeira, estas atitudes asseguram o bem mais precioso de qualquer ser humano, a saúde do corpo, da mente e de todo o organismo.

Conceito Zen e o Equilíbrio Financeiro

A Conceito Zen realiza uma palestra sobre Educação Financeira que parte do princípio básico do orçamento familiar: Controlar os gastos básicos e investir uma parte para reserva de emergências e aposentadoria.

Saber exatamente aonde seu dinheiro tão suado está sendo gasto é o um dos passos mais determinantes para o seu sucesso financeiro e é algo que a grande maioria das famílias pecam e por este motivo há este grande descontrole com as finanças pessoais.

Para saber mais a respeito de nossa palestra sobre Orçamento Familiar clique aqui que você será direcionado a página específica desta palestra.

Nossa palestra possui uma didática bem atual e inovadora capaz de atingir funcionários de todos os segmentos e portes.

Autor

Rafael Lobo

Fundador e sócio-diretor na Conceito Zen, Bombeiro Civil com aperfeiçoamento em Segurança do Trabalho, Técnico em Massoterapia e vencedor do Prêmio Reconhecimento Senac, atua desde 2008 com palestras e atividades voltadas para SIPAT e Qualidade de Vida no Trabalho.

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado – Campos obrigatórios estão marcados com *