Como Fazer a CIPA Funcionar

Entender como fazer a CIPA funcionar dentro da empresa pode ser a chave para se ter um local de trabalho livre de acidentes.

Fazer a CIPA funcionar no ambiente de trabalho é o sonho de toda pessoa que se preocupa com a saúde e segurança de seus funcionários, não é mesmo?

Provavelmente você também acredita muito na segurança como um aspecto essencial para a empresa. Entende ainda que desenvolver projetos e implementar medidas de segurança são procedimentos fundamentais para prevenir e diminuir o nível de acidentes dentro das empresas.

Infelizmente quando se trabalha em uma empresa é comum ver muitas pessoas deixarem a segurança um pouco de lado, sem dar a necessária importância à ela, colocando tanto a sua segurança quanto a de outros funcionários em risco.

Uma das maiores dificuldades que as empresas têm é formar uma CIPA atuante e que realmente funcione para seu principal propósito no trabalho: Prevenir acidentes.

Cipeiro segurando capacete

O que é CIPA

A CIPA é a sigla para Comissão Interna de Prevenção de Acidentes e tem o objetivo principal de fazer a segurança do trabalho ser presente e funcionar dentro da empresa.

Ter uma CIPA que funcione, promova a segurança e mantenha os trabalhadores comprometidos e engajados é o sonho de toda empresa. Mas como já mencionado anteriormente, nem sempre isso é fácil.

Você talvez possa se perguntar o que então pode ser feito para fazer com que as medidas de segurança implementadas pela CIPA possam realmente funcionar na sua empresa, correto?

A ideia com este artigo é trazer algumas dicas essenciais que podem fazer a diferença no dia a dia da sua empresa para que a CIPA realmente funcione. Antes de tudo vamos ver como a CIPA é montada.

Como funciona a CIPA

Como já bem vimos o objetivo principal da CIPA é a prevenção de acidentes que podem ocorrer no ambiente de trabalho. A CIPA busca promover a saúde e integridade física dos trabalhadores.

Quanto aos membros da CIPA, suas principais atribuições são a de trabalhar de forma conjunta para tornar a segurança plena dentro da empresa.

Essa é realmente uma grande responsabilidade, já que caso ocorra um acidente no ambiente de trabalho e a investigação comprovar que houve inércia dos integrantes da CIPA eles poderão até mesmo responder por aquele acidente.

Isso mostra a seriedade com que os cipeiros devem realizar suas atribuições.

De forma simples, os cipeiros devem realizar as seguintes funções:

  • identificar e relatar riscos que existam na empresa e possam ocasionar acidentes;
  • contribuir para que haja uma conscientização da segurança por parte dos trabalhadores, por meio de campanhas internas, promoções etc;
  • além de funcionar como uma ligação dos trabalhadores com a empresa, estando atentos a anseios, medos, necessidades de comunicação.

É necessário estimular que haja o exercício da segurança já que os membros da CIPA possuem responsabilidade para com questões de segurança e prevenção de saúde e integridade física e não têm autoridade legal sobre os colegas de trabalho.

E como então são escolhidos esses profissionais que vão atuar na CIPA? Como ela é montada? Vamos explicar…

Como a CIPA é montada

Segundo o artigo 163 da Consolidação das Leis do Trabalho, a CLT,  a CIPA é formada por membros eleitos pelos próprios funcionários da empresa, através de eleições com participação de mais de 50% do quadro de funcionários da empresa.

O presidente da CIPA deve ser escolhido pelo empregador, enquanto o vice presidente é eleito pelos funcionários.

O secretário, por sua vez, é escolhido dentre os representantes escolhidos pelo empregador ou eleitos pelos funcionários. Pode ainda ser alguém que não faça parte da CIPA. Mas é preciso que o empregador concorde nesse caso.

Após a eleição dos membros, em até 30 dias todos devem passar por um treinamento especializado seguindo o conteúdo que a norma regulamentadora 5 determina.

O ideal é que a empresa escolha uma empresa de treinamento que tenha boa referência para realizar este tipo de treinamento para os cipeiros, pois esta é uma formação muito importante para que no dia a dia da empresa eles possam realmente fazer a diferença.

Agora que você viu algumas informações interessantes sobre a CIPA vamos ver dicas de como ela pode funcionar de verdade, afinal é isso que fará a diferença, não é verdade?

Como fazer a CIPA funcionar

Durante o processo eleitoral tente não falar sobre estabilidade. O ideal é que as pessoas que irão compor a CIPA estejam interessados em fazer a diferença dentro da empresa e promover a segurança e não que estejam concentrados somente na questão e estabilidade do seu emprego.

De fato, os funcionários que compõe a CIPA ganham estabilidade para terem certa liberdade de agir, e sabemos que a possibilidade de ter um período estável é algo atrativo nos dias de hoje. No entanto, esse não deve ser o foco principal.

A mensagem que deve ser passada é que os funcionários poderão cooperar e tornar a empresa mais segura para si e para os demais. Isso fará com que haja crescimento da empresa e todos saiam ganhando no final.

Diferente do que muitos podem acreditar existem sim pessoas que gostam de se envolver nessas questões e estão interessadas em fazer algo útil para o seu local de trabalho. O ponto então deve ser procurar saber quem são essas pessoas e destacar que a CIPA é uma perfeita alternativa para isso.

Como todo projeto ou como qualquer coisa na vida é necessário que aquele que toma a frente acredite e dê exemplo para que os demais também possam acreditar.

O mesmo se dá com com a CIPA. Se os idealizadores não darem o valor necessário para a equipe as outras pessoas provavelmente também não darão. Então é importante destacar que a CIPA é algo sério e que pode fazer muita diferença dentro da empresa.

Sabendo então a importância de dar o exemplo, todos os documentos obrigatórios que envolvem a CIPA devem ser feitos com total responsabilidade procurando cumprir as normas e os prazos estabelecidos pela NR5.

Esteja atento a tudo que ocorrer na CIPA

A CIPA trabalha em conjunto com o SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho). Dessa forma, SESMT e empresa devem acompanhar os projetos e atividades, ficando por dentro de tudo o que acontece e tendo participação atuante.

Uma das responsabilidades descritas na NR5 é a realização da SIPAT. A Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho é um evento obrigatório nas empresas e que tem como objetivo principal realizar atividades que promovem a orientação e conscientização de seus funcionários para a importância da promoção da saúde e segurança no trabalho.

Evite pressionar os Cipeiros

Para que um projeto dê certo é preciso de planejamento e com a CIPA não seria diferente. O planejamento é importante em prazos, atividades, burocracias, etc. Isso vai ajudar a evitar a correria e dar aos novos membros uma formação em tempo adequado para entenderem sua responsabilidade.

Como a maior parte dos membros não possuem uma formação na área de segurança no trabalho é importante dar ouvidos às suas contribuições, mas sempre filtrar o que realmente pode ser feito no dia a dia para promover a segurança de todos.

Lembre-se que além da responsabilidade como cipeiro eles ainda precisam realizar suas tarefas diárias no trabalho. Portanto, construir uma CIPA que faz diferença pode ser algo desafiador, mas muito recompensador no final das contas.

Autor

Rafael Lobo

Fundador e sócio-diretor na Conceito Zen, Bombeiro Civil com aperfeiçoamento em Segurança do Trabalho, Técnico em Massoterapia e vencedor do Prêmio Reconhecimento Senac, atua desde 2008 com palestras e atividades voltadas para SIPAT e Qualidade de Vida no Trabalho.

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado – Campos obrigatórios estão marcados com *

Como Fazer a CIPA Funcionar na Empresa - Conceito Zen